Fotos de meninas nuas Circulam em Banabuiú e Causa Polêmica na Cidade por Moradores E imprensa.

A cidade de Banabuiú no sertão central com pouco mais de 20 mil habitantes se deparou esses dias com um caso meio inusitado, onde fotos de meninas completamente nuas circulavam  pelas redes sócias.
O episodio  foi parar na delegacia de Policia civil e segundo a resposta da TV cidade que esteve em Banabuiú
Falou que um homem que seria funcionário do pai de uma das menina conseguiu essa fotos, e sem saber de quem se tratava levou para o patrão ver as fotos.
Chegando lá mostrou ao patrão quando o homem começou a ver as fotos  até que no começo achou bom mais quando viu as fotos da filha entrou em desespero  e foi em casa para falar com a mesma dando-lhe uma surra e mandando para outra cidade.
Na reportagem foi sitado o  nome de um rapaz chamado  Bruno.
Que segundo informações de uma das meninas ele teria postado as fotos nas redes sócias
e espalhando entre os amigos onde  na ocasião todos da cidades ficou sabendo do escanda- lo envolvendo as fotos.
Tudo isso trouxe a família um constrangimento enorme que já mais vai sai da memoria de todos, falou o pai que não quis se identificar. 
A reportagem da TV cidade tentou localiza o chamado Bruno mais não foi localizado.
A primeira legislação focada em crimes na internet a ser sancionada no país, a Lei 12.737, 
 Conhecida como Lei Carolina Dieckmann, em referência à atriz que foi chantageada no ano passado após ter fotos pessoais retiradas de seu computador e divulgadas na web, a legislação considera crime o roubo de dados de cartões de débito e crédito e a invasão de aparelhos eletrônicos, como notebooks, tabletes, Desktop e celulares, estejam eles conectados à internet ou não.
As penas variam de três meses a dois anos de prisão, mais multa. A punição pode ser maior caso o crime seja cometido contra políticos – vereadores, deputados federais e estaduais, senadores ou o presidente da República – ou resultar em prejuízo financeiro. Também pode ter a pena aumentada em um a dois terços quem comercializar, transmitir ou divulgar as informações obtidas a partir da invasão de dispositivos eletrônicos.
Veja trecho da Matéria no Vídeo a baixo









 Giro da Noticia 190


Outras Notícias

Nenhum comentário:

Leave a Reply